Quantidade de Páginas visitadas

Escola transforma biblioteca em espaço aberto à comunidade
O Colégio Estadual Pedro Américo, em Serranópolis do Iguaçu, região Oeste do Estado, inovou ao tornar a biblioteca um espaço para lazer e cultura aberto a toda a comunidade. Mais de 50 pessoas frequentam o local semanalmente. A ideia de abrir a biblioteca para todos surgiu em 2014 e, de lá para cá, uma série de ações tem despertado e incentivado o hábito da leitura na pequena cidade de cinco mil habitantes.

A iniciativa de trazer a comunidade para a biblioteca surgiu no projeto Ler e Crescer, desenvolvido pela escola para incentivar a leitura no município, que não tinha uma biblioteca pública. São mais de cinco mil exemplares disponíveis para consulta e leitura. Além dos livros, a escola oferece várias ações pedagógicas que promovem a interação com a comunidade escolar.

Uma delas é o Clube Literário, no qual os frequentadores da biblioteca doam livros ou fazem contribuições simbólicas que são revertidas na compra de novos exemplares. A comunidade escolar também contribui com a aquisição de livros pelo projeto Latilivros, com a doação de latas de alumínio. Os recursos obtidos com a venda do material ajudam a incrementar o acervo.

“A comunidade passou a ver a biblioteca como um espaço cultural que pertence a todos. Eles contribuem para a preservação e manutenção do acervo”, conta o diretor da escola, Daniel Grassi.

Daniel explica que todas as ações pedagógicas e de interatividade promovidas pela escola com a comunidade têm início na biblioteca. “Tudo começa na biblioteca, é lá que pensamos e desenvolvemos ações que despertem o gosto pela leitura e a criatividade dos estudantes e a participação da comunidade no cotidiano escolar”, conta o gestor.

Outra ação que teve participação ativa da comunidade escolar foi a formação do grupo de teatro do colégio. O objetivo da ação, segundo Daniel, foi mostrar à comunidade que a escola vai além dos livros e da sala de aula. Após o início dos ensaios os estudantes passaram a frequentar a escola no turno complementar.

Para tornar a biblioteca mais confortável, beneficiando os 180 estudantes do ensino fundamental e médio e a comunidade, a Secretaria de Estado da Educação entregou nesta quarta-feira (8) armários e estantes, banquetas, cadeiras e mesas.

O colégio também recebeu arquivos em aço, cadeiras estofadas giratórias, canecas e pratos, mesas e cadeiras para as salas de aula para professores e alunos, forno industrial, freezer e refrigerador. O investimento é de aproximadamente R$ 39 mil.

PÚBLICO CATIVO - A biblioteca, com aproximadamente 80 metros quadrados, foi recentemente reformada para dar mais conforto aos visitantes. Foram colocadas cortinas, mesas e cadeiras novas, além de ar-condicionado.

As paredes também ganharam pintura nova e foi construído um espaço reservado exclusivamente para a leitura, com pufes, sofás e tapetes. No espaço é comum ver e ouvir alunos lendo e debatendo obras de Charles Dickens, Aloísio de Azevedo, Machado de Assis, José de Alencar.

A estudante Poliana Riffel, 12 anos, do 7° ano do ensino fundamental, é uma delas. A aluna é uma das frequentadoras mais assíduas da biblioteca. Para ela não importa o autor ou gênero literário, mas sim manter em dia o hábito da leitura. “A leitura é importante porque ajuda no desempenho escolar em todas as disciplinas e também é muito divertido”, diz Poliana.

Outra frequentadora diária da biblioteca é a dona Terezinha de Jesus Cordeiro Bicudo, de 80 anos. Quando não pode ir até a escola, basta pegar o telefone e encomendar o livro e alguém leva o exemplar até ela. “A leitura para mim é vida”, diz. “Eu ajudo a escola e eles me ajudam.”




Validador

CSS válido!

Secretaria de Estado da Educação do Paraná
Av. Água Verde, 2140 - Água Verde - CEP 80240-900 Curitiba-PR - Fone: (41) 3340-1500
Desenvolvido pela Celepar - Acesso Restrito